O Governo português exortou esta sexta-feira “todos os atores políticos a contribuir para um clima de paz e estabilidade” em Moçambique, no seguimento das eleições presidenciais, legislativas e provinciais, que se realizaram na terça-feira.

O Governo Português aguarda a divulgação oficial dos resultados eleitorais e encoraja todos os atores políticos a contribuir para um clima de paz e estabilidade, essenciais para o desenvolvimento do país”, lê-se numa nota divulgada esta manhã pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Para o MNE, “apesar de alguns incidentes durante o processo eleitoral, o Povo moçambicano exerceu o seu direito de voto de forma ordeira e com grande civismo e maturidade”. Estas eleições, pode ler-se ainda no texto, “decorrem num momento histórico para o país e representam um passo determinante para a consolidação da paz e democracia em Moçambique”.

Na terça-feira, 13,1 milhões de eleitores moçambicanos estavam recenseados para votarem nestas eleições, podendo escolher o Presidente da República, 10 assembleias provinciais e respetivos governadores, bem como 250 deputados da Assembleia da República.

A lei prevê que o anúncio oficial dos resultados seja feito pela Comissão Nacional de Eleições até dia 30, mas o apuramento de cada uma das 11 províncias deve ser conhecido dias antes.