A Renault é dos fabricantes com maior experiência na produção e comercialização de veículos eléctricos, daí que ofereça o Zoe, há já alguns anos, mas aguarde ainda que o mercado esteja maduro para surgir, em breve, com mais modelos não poluentes. Em Agosto anunciou que planeia mais dois modelos eléctricos a bateria, um SUV eléctrico compacto para 2021 e o Twingo ZE para 2022. Mas eis que agora vem a público apressar a chegada de novos veículos a bateria.

Se, em Agosto, a Renault pensava lançar no mercado o Twingo ZE em 2022, agora e apenas passados dois meses, o “mini” eléctrico foi antecipado em cerca de dois anos, passando a estar previsto já para 2020. A explicação para este repentino avançar da data de introdução no mercado do citadino tem muito provavelmente a ver com o anunciado lançamento dos novos Volkswagen e-up!, Seat Mii Electric e Skoda Citigoe iV, que vão começar a surgir neste final de 2019.

Este era até há bem pouco tempo o calendário para as futuras apresentações da Renault. Mas o Twingo eléctrico avançou de 2022 para 2020 por pressão do mercado

O Twingo nasceu com a possibilidade de dar origem a uma versão eléctrica, alimentada por bateria, mas até hoje apenas a Smart, que recorre à base (e motores) do citadino francês – sendo mesmo a Renault que fabrica a versão ForFour, de quatro portas –, explorou esta possibilidade. Ao que parece, porque a marca francesa não está satisfeita em lançar um eléctrico como o Smart EQ, com carga para percorrer apenas 155 km.

A evolução das baterias poderá permitir, já em 2020, que a Renault consiga “enfiar” no mesmo espaço acumuladores com uma capacidade muito superior aos 17,6 kWh dos Forfour EQ. Basta recordar que o primeiro Zoe conseguiu meter no mesmo espaço onde inicialmente só cabiam 22 kWh em 2012, 41 kWh quatro anos depois. Não é pois impossível que no volume ocupado pelo pack de 17,6 kWh do Smart de 2017, seja possível em 2020 encaixar mais de 35 kWh, aproximando o Twingo eléctrico dos rivais do Grupo VW, todos eles com 36,8 kWh e uma autonomia de 260 km.

6 fotos

A notícia do avanço da produção do Twingo ZE de 2022 para 2020 foi avançada pelo responsável pela programação de veículos eléctricos da Renault, Kassaï Koupaï. Numa entrevista aos britânicos da Autocar, Koupaï informou que o Twingo ZE seria produzido e lançado no mercado em 2020, ultrapassando assim o SUV eléctrico compacto agendado para 2021. Este será o modelo que irá estrear a nova plataforma para veículos eléctricos da Renault, que irá ser aproveitada pelas restantes marcas da Aliança, caso esta sobreviva ao (mau) ambiente actual.

Resta saber se é possível que o Twingo ZE venha a ser concebido já sobre a nova plataforma francesa para carros eléctricos, que não foi terminada a tempo de receber o Zoe que vai chegar a Portugal em Novembro, mas pode perfeitamente acolher um modelo que apenas será introduzido no mercado cerca de um ano mais tarde.

Em matéria de estilo, não é impossível que o protótipo Twin’Z, revelado em 2013, tenha antecipado soluções do novo citadino eléctrico, claro está à excepção da ausência do pilar central e das portas traseiras “suicidas”. Recorde aqui o concept, apresentado por Laurens van den Acker, o responsável pelo design da marca francesa, com a colaboração do britânico Ross Lovegrove.