Agora que o Golf R já foi descontinuado, tanto mais que a 7ª geração do Golf vai ser substituída pela 8ª, o mais potente, rápido e veloz dos Volkswagen compactos, sejam eles berlinas, coupés ou SUV, é o “português” T-Roc R. Sendo que “R” é a sigla que indica estarmos presentes a versão mais “assanhada” dos modelos da VW.

Como todos os T-Roc, o T-Roc R é produzido na fábrica que a marca alemã possui em Palmela, instalação industrial que já foi mais popular dentro do Grupo Volkswagen, tudo indicando que poderá ter dificuldades em manter a produção do sucessor do T-Roc quando a actual geração for substituída, em parte devido à conflitualidade que marcou os últimos tempos.

8 fotos

O T-Roc R herda a mecânica do Golf R, ou seja, o motor 2.0 TSI sobrealimentado a gasolina que também a Seat monta no Leon Cupra, com 300 cv. Equipado com um sistema de quatro rodas motrizes, o SUV de 300 cv usufrui de uma caixa de dupla embraiagem e sete velocidades DSG, mecânica que lhe permite ir até aos 250 km/h, a que está limitado electronicamente, depois de ultrapassar os 100 km/h em somente 4,6 segundos.

Isto permite ao VW T-Roc R enfrentar concorrentes como o Mercedes AMG GLA 35, o BMW X2 M35i, além do Cupra Ateca com a mesma mecânica. Os escapes da Akrapovic, com quatro saídas, reforçam o espírito desportivo do SUV, que ganha um roncar muito especial com os escapes construídos sob encomenda.

Veja aqui a capacidade de arranque do SUV “made in Portugal”, realizado no sul de França pela Automann TV: