O português Ricardo Santos concluiu este sábado no 15.º lugar o Hainan Open, torneio chinês do circuito Challenge do golfe europeu, depois de ter cumprido a a quarta e última volta, com 72 pancadas, igualando o par do campo.

Com três ‘birdies’ (uma abaixo do par) e outros tantos ‘bogeys’ (uma acima), o jogador algarvio terminou com um agregado de 282 pancadas e caiu da nona posição da véspera para o 15.º posto final, com mais oito golpes do que o vencedor do torneio, o italiano Francesco Laporta (274)

Depois de duas rondas para esquecer (75+76), o outro português em prova, José-Filipe Lima, fez hoje a sua melhor volta, ao completar os 18 buracos com 68 pancadas, quatro abaixo do par, entregando um cartão com cinco ‘birdies’ e um ‘bogey’, para concluir a prova em 38.º, com um total de 288 ‘shots’

Ricardo Santos ocupa o sexto lugar do ‘ranking’ do circuito e está em posição elegível para figurar no European Tour em 2020, enquanto José-Filipe Lima ocupa o 19.º e está fora do ‘top’ 15 que garante a promoção ao escalão principal.

O Foshan Open, na China, entre 24 a 27 de novembro, é a próxima prova do calendário e a última antes do Challange Tour Grand Final, em Maiorca, Espanha, que se realiza entre 7 e 10 de novembro.