Em Barcelona, assistiu-se a este domingo a um protesto pela independência da Catalunha que foi no mínimo criativo. O Comité pela Defesa da República (CDR), que tem organizado os protestos diários que já provocaram dezenas de feridos, convocou os manifestantes pró-independentistas para um ação invulgar: atirar sacos do lixo — com papel no interior — na direção da delegação do Governo espanhol em Barcelona. O motivo? Mostrar, agora literalmente, que o Governo com sede em Madrid “é um aterro”.

O protesto deste domingo chamava-se “um picnic pela República”, para atenuar a tensão e os confrontos, mas não correu exatamente como os organizadores da ação pretendiam. Alertada para a ação, a polícia catalã cortou o acesso à delegação do Governo espanhol em Barcelona, criando um perímetro de segurança. Em resposta, os manifestantes mantiveram a ação mas deslocaram-na uns metros (poucos), para perto da rua Mallorca, para a levar a cabo, indica o jornal espanhol El Mundo.

Enquanto os manifestantes atiravam sacos do lixo, pediam “liberdade para os presos políticos” e a demissão do ministro do Interior catalão, Miquel Buch. Alguns agitadores ainda tentaram incendiar os sacos do lixo e provocar distúrbios, mas tiveram a oposição dos independentistas pacifistas, que voltaram a reiterar — como fizeram nos dias anteriores — que são “pela paz”.

O lema “somos gente de paz” tem sido aliás um dos slogans dos manifestantes que defendem protestos pacíficos como via preferencial para se opor às penas judiciais aplicadas aos políticos que decretaram um referendo (considerado ilegal) pela “autodeterminação” da Catalunha.

Pode ver as imagens das manifestações acima.