Os militares da GNR destacados nas ilhas de Samos e Chios, na Grécia resgataram 85 migrantes que foram detetados em duas embarcações de borracha durante uma ação de patrulhamento, revelou aquela força militarizada.

Em comunicado, a GNR diz que a Unidade de Controlo Costeiro, no âmbito da missão da Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (FRONTEX), detetou inicialmente 42 pessoas a três milhas náuticas da costa, numa embarcação de borracha com cerca de seis metros de comprimento e com excesso de lotação.

Neste grupo de migrantes, resgatados no domingo, estavam nove crianças, 15 mulheres e 18 homens.

“Durante o resgate, os migrantes foram colocados na embarcação portuguesa e transportados em segurança para o Porto de Vathy, sendo entregues às autoridades gregas”, explica a GNR, acrescentando que durante o processo foram distribuídas águas e produtos alimentares.

Algumas horas depois desta ação, a sul da ilha de Chios, foi detetada uma outra embarcação, tendo sido resgatados 43 migrantes – dos quais 13 crianças, 13 mulheres e 18 homens -, que foram encaminhados para o Porto de Chios e posteriormente entregues às autoridades gregas.

“Foi ainda prestada assistência médica imediata a todos os migrantes que apresentavam ferimentos ligeiros”, acrescenta a nota.

Desde o início do ano, os militares da GNR efetuaram no âmbito da FRONTEX mais de 1.020 patrulhas, detetou 255 embarcações e auxiliou cerca de 2.560 migrantes.