A N Division, o departamento de veículos desportivos da Hyundai, dedica-se habitualmente aos i30 N, mas desta vez concentrou-se num “objecto” de maiores dimensões. Neste caso, literalmente. Em vez de um desportivo baixinho e com espaço para quatro ou cinco adultos, focou-se um furgão de dimensões generosas, capaz de alojar oito adultos ou a carga equivalente, caso se trate de uma versão para o transporte de mercadorias.

A Hyundai alemã concebeu uma versão muito desportiva do furgão iMax, propositadamente para alimentar as partidas do dia 1 de Abril. Porém, a Hyundai australiana, ou não percebeu a piada, ou decidiu gozar o ano todo, pois tratou de produzir a iMax N para participar no World Time Attack Challenge, que realizou em Sidney no passado fim-de-semana.

O tradicionalmente pacato furgão da Hyundai, vocacionado para transportar pessoas ou carga, animado por um motor 2.5 turbodiesel com quatro cilindros saiu de cena, tendo sido substituído por algo mais emocionante. Nada menos do que um 3.5 V6 biturbo a gasolina, com 408 cv e 555 Nm de binário. Tudo isto para colocar no solo através apenas das rodas traseiras, o que deixa antever desde logo algumas dificuldades.

A caixa automática de oito velocidades acompanhou o motor, mas o furgão herdou um autoblocante para garantir que não só não haveria perdas de tracção em curva, como estas passariam a ser descritas completamente de lado, sempre que o condutor abusasse do acelerador. As especificações do iMax N não estariam completas se não mencionássemos os amortecedores reguláveis electronicamente, uns travões à frente e atrás de maior diâmetro e ventilados e umas jantes de 19″ onde se instalaram pneus típicos de coupés desportivos e não de furgões de carga.

O Hyundai iMax N competiu na Clubsprint Class, na Flying 500 e a Drifting Cup, com o vídeo a provar que o super-furgão tem tudo para brilhar nesta última categoria. Pelo menos, enquanto os pneus aguentarem.