Imagine conseguir reunir a grande maioria das especialidades gastronómicas de Portugal num único sítio que qualquer um pode visitar e provar. Parece utopia mas é apenas o Festival Nacional de Gastronomia, evento histórico que regressa a Santarém entre os dias 24 de outubro e 3 de novembro para a sua 39ª edição.

O certame deste ano gira em torno do vinho e da vinha e, por isso mesmo, muitas das atividades que estão programadas abordam, de uma forma ou de outra, esta temática. Veja-se, por exemplo, a prova comentada “O que realmente sabes sobre vinhos verdes”  (2 de novembro) ou as “Conversas sobre Vinho” (26 e 27 de outubro e 1 e 2 de novembro) que serão moderadas pelos sommeliers Manuel Moreira e Rodolfo Tristão (este último que foi até há uns meses escanção principal do Belcanto, lugar agora ocupado pela jovem Nádia Desidério).

Ao longo destes dias de festa vários municípios portugueses — Grândola (25 de outubro), Peso da Régua (26 de outubro), Lagoa (30 de outubro), Palmela (31 de outubro), Anadia (1 de novembro), Açores (2 de novembro) e Santarém (3 de novembro) —  vão apresentar receitas ou petiscos também eles com vinho e, claro, dar a conhecer os néctares mais representativos da sua região. Também no dia 27 está programado o primeiro “Seminário com Vinho”, que se vai debruçar sobre a temática “O casamento entre a comida e o vinho” e  contar com a participação de Paulo Amado, o diretor da Revista Inter, e Rodrigo Castelo, chef do restaurante Taberna Ó Balcão.

Finalmente também está em cima da mesa a formação “Vinho do Porto: Saber servir, vender melhor”, uma atividade direcionada a profissionais da área e promovida pelo IVDP – Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto.

Como há de ser preciso comida para ensopar todo este vinho não há como não mencionar as já habituais tasquinhas típicas (12, no total) que vão mostrar o melhor que se encontra de norte a sul do país e ilhas, bem como outros 27 expositores de doçaria tradicional e conventual.

Como festa que é festa quer-se sempre em grande também os Municípios da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo vão voltar a marcar presença neste Festival Nacional da Gastronomia. Os festivaleiros vão poder provar uma série de surpresas, sempre dentro do tema do vinho, claro, preparadas pelos municípios de: Almeirim ( a 24 de outubro), Golegã (a 25 de outubro), Salvaterra de Magos (a 26 de outubro), Cartaxo (a 27 de outubro), Rio Maior (a 28 de outubro), Chamusca (a 29 de outubro), Benavente (a 30 de outubro), Coruche (a 31 de outubro), Azambuja (a 1 de novembro), Alpiarça (a 2 de novembro) e, por último, Santarém (a 3 de novembro).

Os grandes chefs também estão em destaque e muito disso deve-se aos chamados Banquetes, cada um com capacidade para apenas 30 pessoas, que se vão espalhar ao longo dos 11 dias do festival. Na lista de cozinheiros marcam presença Rui Paula (estrela Michelin) a 25 de outubro, Chakall a 26, Óscar Gonçalves (estrela Michelin) a 31, João Correia e Rodrigo Castelo a 1 de novembro (numa homenagem às grandes cozinheiras de Santarém), e Justa Nobre no dia 2 de novembro.

No dia 29 de outubro o Festival vai voltar a ser palco da gala anual dos prémios do Concurso Great Taste Awards, galardão que nasceu no Reino Unido, em 1994, e que se dedica à descoberta de produtos alimentares de qualidade excecional à promoção dos mesmos junto de profissionais e consumidores. Um dia depois, a 28, será a presentado também o programa de atividades do Dia Nacional de Gastronomia, evento promovido pela Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas e as Edições do Gosto e que em 2020 é decorrerá em Santarém.

No capitulo da animação musical não vão faltar referências, também, — há concertos de Jorge Palma, Três Bairros e muito mais — mas para os conhecer melhor (a eles e ao resto do certame), nada como espreitar o site oficial do evento.