O município da Pampilhosa da Serra, no interior do distrito de Coimbra, detetou 181 ninhos ativos de vespa asiática e neutralizou a grande maioria, 176, pretendendo eliminar os restantes cinco na próxima semana, anunciou hoje a autarquia.

Em comunicado enviado à Lusa, aquela autarquia diz estar a “acompanhar atentamente a possível propagação da vespa asiática em toda a área do concelho”, tendo ainda confirmado a existência de 16 ninhos de vespas de outras espécies “cabro e germânica”, três dos quais foram eliminados “por se encontrarem em habitações”.

“Os serviços florestais da autarquia continuarão recetivos a todos os alertas que daqui em diante forem emitidos relativamente à localização de eventuais ninhos, pelo que devem ser evitados alguns comportamentos de risco já verificados na tentativa da sua destruição”, refere o comunicado.

De entre os citados comportamentos de risco, a nota aponta os tiros com armas de fogo que “destroem o ninho parcialmente, mas as vespas vão formar vários ninhos”, o abate de árvores “sem ser feito o tratamento [prévio] do ninho” ou a remoção “com recurso ao fogo em período diurno”.

“A estratégia da autarquia passa por continuar a colaborar, estar atento e disponibilizar meios, ainda que o empenho e dedicação de todos seja igualmente importante para um combate eficiente a este flagelo”, adianta o município da Pampilhosa da Serra.

O comunicado termina com um agradecimento “a todos os que ajudaram a localizar os ninhos identificados”, tarefa definida como “fundamental para uma intervenção rápida e eficaz”.