Um novo incêndio florestal começou esta quarta-feira no sul do Estado norte-americano da Califórnia, forçando a evacuação da Biblioteca Presidencial Ronald Reagan e ameaçando 6.500 casas.

Impulsionado pelos fortes ventos de Santa Ana, o incêndio começou antes do amanhecer entre as cidades de Simi Valley e Moorpark, ao norte de Los Angeles, e atingiu mais de 526 hectares, ameaçando 6.500 casas, indicaram as autoridades do condado de Ventura.

A porta-voz da biblioteca, Melissa Giller, salientou que o edifício, situado no topo da colina em Simi Valley, não chegou a ser afetado pelo incêndio. Giller explicou que as chamas ficaram a cerca de 27 metros do edifício, mas este que foi protegido pelos aviões que combatem o incêndio. Cerca de 800 bombeiros, apoiados por helicópteros e aviões, combatem as chamas.

Embora não haja certezas acerca da origem dos incêndios, suspeitando-se que parte deles possam ter sido desencadeados por quedas de cabos de tensão, a companhia de eletricidade Pacific Gas and Eletric decidiu cortar o serviço a quase dois milhões de clientes, no norte do Estado, para prevenir a possibilidade de outros fogos causados por cabos derrubados ou estragados.

O governador da Califórnia, Gavin Newsom, declarou no domingo o estado de emergência devido aos incêndios, e anunciou um programa de 75 milhões de dólares (cerca de 67 milhões de euros) para diminuir o impacto dos cortes de eletricidade e prevenir novos incêndios.

As previsões do estado do tempo na Califórnia não permitem acalmar os ânimos, já que o Serviço Meteorológico Nacional emitiu esta quarta-feira um aviso vermelho (o mais grave numa escala de quatro) para o norte do Estado devido à expectativa de ventos muitos fortes.