A chuva intensa que se fez sentir esta quarta-feira nas últimas horas no Grande Porto provocou dezenas de ocorrências, quase todas relacionadas com inundações e entupimento de sarjetas, disseram fontes dos bombeiros.

Fonte dos Bombeiros Sapadores do Porto disse que até cerca das 10h30, e desde as 8h, saíram viaturas para cerca de 20 ocorrências, havendo ainda vários pedidos a aguardar para serem resolvidos.

“Todas as situações se relacionam com inundações em habitações e via pública, provocadas em muitos casos pelo entupimento de sarjetas com as folhas de árvores”, sublinhou.

Contactados pela Lusa, os Sapadores de Gaia referiram estar “com algum trabalho” devido ao mau tempo, registando até ao momento cerca de uma dúzia de ocorrências.

“A situação está controlada e não há nenhum caso a motivar maior preocupação”, sublinhou a fonte.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto disse também à Lusa que há “bastantes ocorrências” devido à chuva forte que tem caído, mas é uma situação considerada “normal”.

os bombeiros de Matosinhos/Leça adiantaram também terem “muitas saídas” devido a inundações, sobretudo na via pública.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) estendeu esta quarta-feira o aviso amarelo de chuva por vezes forte e persistente ao distrito do Porto que se junta assim a Braga, Viana do Castelo e Vila Real.

O aviso amarelo para os quatro distritos da região Norte entrou em vigor às 6h36 e termina às 18h desta quarta-feira.