A Altice Portugal e a Altice Arena assinaram a renovação da sua parceria por mais 10 anos, passando a sala de espetáculos a ter cobertura 5G a partir desta segunda-feira, dia em que arranca a Web Summit.

Com a renovação desta parceria, a Altice Portugal continuará a dar o naming daquela que é considerada a maior sala de espetáculos do país e uma das 10 maiores da Europa.

“Hoje celebramos aqui o continuar da parceria”, afirmou o presidente executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, antes da assinatura da renovação, que decorreu na sede da operadora de telecomunicações em Lisboa.

Por mais 10 anos vamos continuar ao lado” da Altice Arena “e continuar a trazer novos horizontes para os portugueses”, acrescentou.

Alexandre Fonseca anunciou ainda a “cobertura integral e permanente de 5G a partir deste momento no Altice Arena”, o que “irá permitir que todos aqueles que têm telemóvel” de quinta geração “possam desfrutar dessa tecnologia”.

O gestor apontou que o Altice Arena é uma “das primeiras salas de espetáculo a nível europeu” a estar coberta com 5G. Ou seja, a tecnologia 5G é permanente no Altice Arena, embora “com frequências temporárias gentilmente cedidas” pela Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) para efeitos de teste. Isto porque a atribuição das licenças deverá ocorrer entre junho e agosto do próximo ano, de acordo com a proposta do regulador.

A comercialização de serviços 5G em Portugal “não está disponível antes do final de 2020”, considerou Alexandre Fonseca, que tem reiterado que o arranque desta tecnologia está atrasado no país. Para “marcar simbolicamente o arranque do 5G no Altice Arena”, a Altice Portugal realizou uma videochamada em quinta geração móvel entre o terraço de Picoas e o Altice Arena.

O anúncio decorre no dia do arranque da quarta edição da Web Summit, que conta com a Altice Portugal como parceira tecnológica.

Fundada em 2010 por Paddy Cosgrave, Daire Hickey e David Kelly, a Web Summit é considerada um dos maiores eventos de tecnologia, inovação e empreendedorismo do mundo e evoluiu em menos de seis anos de uma equipa de apenas três pessoas para uma empresa com mais de 150 colaboradores.

A cimeira tecnológica, que nasceu em 2010 na Irlanda, passou a realizar-se em Lisboa desde 2016, vai manter-se na capital até 2028, depois de, em novembro do ano passado, ter ficado decidida a permanência da conferência em Portugal por mais 10 anos, após uma candidatura com sucesso.

O evento realiza-se em Lisboa entre esta segunda-feira e 7 de novembro.