O governo britânico publicou esta semana uma lista de propriedades por toda a Escócia, incluindo alguns dos icónicos castelos característicos da paisagem escocesa, que nunca foram reclamados após a morte dos donos e que podem ser herdados por quem provar que tem direito.

Em alguns casos menos comuns, poderá bastar o apelido certo, escreve o diário britânico Mirror. Apelidos invulgares, como Carlin, Hunniball, Malone-Philban e Raube, estão na lista — e haverá poucas pessoas com este nome, o que pode facilitar o processo.

Segundo aquele jornal, na Escócia, sempre que alguém morre sem deixar testamento, todos os seus bens ficam automaticamente ao cuidado da Coroa britânica, havendo depois um organismo responsável por identificar possíveis herdeiros — o Office of Queen’s and Lord Treasurer’s Remembrancer.

Neste momento, de acordo com a mesma notícia, existem propriedades escocesas, incluindo mansões e castelos, na lista de propriedades ainda por reclamar, com valores que chegam às 370 mil libras (428 mil euros).

Aquelas propriedades podem ser herdadas por quem provar que é parente do antigo dono. Basta candidatar-se preenchendo os formulários. Se não for possível identificar nenhum familiar do dono, as propriedades acabarão por reverter para a Coroa britânica.