Será em 2020 que a Seat vai colocar no mercado o seu primeiro motociclo: uma scooter a bateria, equivalente a 125cc, cujo concept será apresentado a 19 de Novembro no Smart City Expo World Congress, em Barcelona. A escolha dessa cidade espanhola não terá sido feita ao acaso, pois não só Barcelona é a metrópole europeia com o maior número de motociclos por habitante, como é também já apontada como uma referência na Europa no que diz respeito ao moto sharing.

À semelhança do que acontece com a trotineta eXS KickScooter, produzida pela Segway, também neste caso não será de Martorell que irá sair a denominada eScooter, cuja produção ficará a cargo da Silence, empresa que também está sediada em Barcelona. Daí que, embora não se conheçam muitos mais detalhes acerca deste projecto, tudo aponta para que a scooter eléctrica com o emblema da Seat venha a ter por base a S01, modelo da Silence que anuncia uma autonomia de 115 km e uma potência máxima de 11 kW (15 cv), estando limitada a uma velocidade máxima de 100 km/h. Se assim for, é de esperar que a eScooter preveja, tal como a S01 faz, a possibilidade de extrair as baterias para agilizar e facilitar a operação de carregamento. Quanto a preços, a moto da Silence está com uma promoção até ao final do ano, pelo que a sua aquisição exige em troca 6.301,65€.

Segundo a Seat, o novo motociclo destina-se tanto a clientes particulares como a serviços partilhados, integrando-se na estratégia de micromobilidade que o construtor espanhol está encarregue de delinear no seio do Grupo Volkswagen. Foi também nesse que âmbito que, na última edição do Mobile World Congress, a marca apresentou o Minimó concept car, um quadriciclo igualmente eléctrico concebido para se adaptar às plataformas de mobilidade que a marca acredita que virão a marcar o futuro da circulação nas cidades.