Traduzido à letra pode significar “respirar ar fresco”, mas o conceito da palavra holandesa “uitwaaien” é ainda mais que isso. É deitar cá para fora tudo aquilo que lhe cause stresse ou desconforto, é quase como uma limpeza. Melhor que tudo, esta nova forma de estar é completamente gratuita e poder ser praticada em qualquer lugar. Desde que seja fora de quatro paredes. Basicamente, é preciso sair à rua e dar um passeio, a pé ou de bicicleta, para sentir o vento no cabelo, na roupa, no corpo. Simples e com efeitos que parecem cada vez mais reconhecidos.

“Basicamente ‘uitwaaien’ é a atividade de passar tempo ao vento, normalmente fazendo um passeio a pé ou de bicicleta”, explica Caitlin Meyer, do Departamento de Linguística da Universidade de Amesterdão, citada pela Nautil. Segundo ela, trata-se de uma atividade muito praticada na Holanda onde se acredita mesmo nos seus benefícios psicológicos. “É algo que limpa a tua mente e que te faz sentir renovada — lá fora com o bom e com o mau ar”, diz. Uma forma de escapar à rotina diária, neste caso através dos efeitos do ar livre.

Há cerca de três anos, o conceito “hygge”, vindo da Dinamarca, e cuja tradução mais aproximada seria “bem-estar”, surgia como uma das explicações para aquele país ser considerado, pela Organização das Nações Unidas, o mais feliz do mundo. Hygge seria, assim, uma filosofia de vida que passa por dedicar, todos os dias, tempo a algo que nos faça sentir realmente bem, seja sozinhos ou acompanhados. Um simples jantar com amigos ou ler um livro, por exemplo.

“Hygge”. A palavra mágica que faz da Dinamarca o país mais feliz do Mundo

Também no léxico alemão existe uma palavra, sem tradução, que tem sido uma tendência naquele país. Segundo a Dutchreview, fazer “niksen” significa, na verdade, fazer nada. A ideia (ou ganhar, dependendo do ponto de vista) é perder algum tempo do nosso dia a fazer qualquer coisa que na verdade não tem um propósito ou prazo, ou seja, é fazer por fazer. Pode ser o simples gesto de olhar pela janela e ver pessoas a passar, olhar para o mar e ver as ondas a rebentar. A ideia é sentir a calma e a tranquilidade destes momentos, libertando-nos daquilo que preenche o nosso dia, com horas, objetivos e metas que tanto stresse provocam.

Na verdade, o objetivo destas formas de estar — e destas palavras — é sempre o mesmo: quebrar a rotina e recarregar baterias. Seja a fazer hygge, niksen ou uitwaaien. Ou todas ao mesmo tempo, que ao nível da oralidade é muito mais desafiante.