Na próxima semana, um mural gigante em homenagem à ativista Greta Thunberg vai ser inaugurado em São Francisco, nos Estados Unidos. A obra, elaborada pelo artista argentino Andres Iglesias (ou “Cobre”), tem 18 metros de altura e nove metros de largura e pretende alertar a população para a necessidade de “tomar conta do mundo”. 

O projeto, conta o artista à revista TIME, começou a ser planeado há cerca de um ano quando a organização sem fins lucrativos One Atmosphere o desafiou a fazer algo semelhante ao mural tinha já feito de Robin Williams. “É uma missão muito importante tentar acordar os cidadãos para o facto de estarem a desperdiçarem muita energia e recursos sem qualquer razão. E acho que é muito importante tentar ajudar nisso de alguma forma”, referiu ainda o artista.

Greta Thunberg, de 16 anos, tem andado nas bocas do mundo pela sua luta contra as alterações climáticas. Começou por ir sozinha todas as sextas-feiras para a porta do parlamento sueco, com um cartaz onde se lia “Greve às aulas pelo clima”, e acabou por incentivar jovens de todo o mundo a fazerem greve e protestos por esta causa.

“Não costumo pintar coisas políticas, porque, de certa forma, dão-te pessoas que vão adorar e pessoas que vão odiar. Mas desta vez achei que era muito importante”, acrescentou Andre Iglesias à TIME. Já à CNN, o diretor executivo da One Atmosphere referiu: “Se conseguirmos ampliar a mensagem de Greta e conseguir envolver mais pessoas a ouvirem o que ela tem a dizer, então estamos a fazer algo bem”.

Este não é, no entanto, o primeiro mural dedicado à ativista. Ainda este ano foi construido um em Bristol, no Reino Unido, e outro no Canadá.