Duas pessoas morreram depois de um veículo ligeiro ter colidido com uma habitação na Rua de Morgado de Mateus em Bonfim, no centro do Porto, confirmou o Observador junto do Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) no Porto. As vítimas são o condutor do carro e um peão que passava naquele momento na rua. A Polícia de Segurança Pública (PSP) está a analisar se há risco de derrocada do edifício atingido. Na segunda-feira será feita uma avaliação mais detalhada.

De acordo com o comandante dos Bombeiros Sapadores do Porto, “uma viatura embateu com bastante violência num edifício, tendo projetado pedras para o interior” do número 146 daquela rua. “O condutor foi retirado do veículo ainda com sinais vitais, mas acabou por morrer poucos minutos depois. Quando entrámos no edifício encontrámos outra vítima mortal. Era um peão que tinha sido projetado para o interior da casa”, explica.

De acordo com a página da Proteção Civil, o alerta para o acidente foi dado às 08h24. No local estiveram 19 operacionais e sete viaturas de apoio, estando agora a serem feitos trabalhos de remoção do carro. Segundo o comandante dos bombeiros, a casa onde a viatura embateu “não tem condições de habitabilidade” e era habitada por uma mulher de 90 anos. Só o rés de chão do prédio foi atingido mas, perante o possível risco de derrocada, a mulher que morava no primeiro andar da habitação já foi retirada pelas autoridades.

A polícia ainda não sabe o que provocou o despiste, mas como não há marcas de travagem no asfalto, as autoridades desconfiam que o condutor se pode ter sentido mal. Segundo o Jornal de Notícias, que falou com testemunhas no local, o condutor terá passado um sinal vermelho entre o passeio de São Lázaro e a rua de Dom João IV e terá embatido ainda em alguns carros antes de se despistar. As testemunhas indicam ainda que o condutor sofria de epilepsia.

(Em atualização)