Um homem que passou 11 anos na prisão por uma série de assaltos à mão armada que não cometeu foi libertado esta terça-feira em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Ruben Martinez Jr. saiu em liberdade do Supremo Tribunal de Los Angeles, com a procuradora Jackie Lacey a pedir desculpas a Martinez pela injustiça que resultou numa sentença de 47 anos de prisão.

Martinez foi condenado por cinco assaltos na mesma oficina de pintura, entre 2005 a 2007. Os cinco recursos que havia submetido tinham sido chumbados.

A mulher e um ex-detetive do Departamento do Xerife de Los Angeles foram essenciais para convencer a unidade de revisão de condenações da procuradoria distrital, que analisava testemunhas que pudessem fornecer um álibi, ao garantirem que este se encontrava no trabalho e não poderia ter cometido os crimes.