A nova Presidente interina da Bolívia, Jeanine Añez, anunciou esta quinta-feira que reconhece o líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, como Presidente daquele país sul-americano, revertendo a posição do seu antecessor, Evo Morales.

O governo de Jeanine Añez, que se proclamou Presidente da Bolívia dois dias após a renúncia de Evo Morales, na sequência de várias semanas de protestos contra a alegada ilegitimidade dos resultados eleitorais de 20 de outubro, reconhece “o Presidente Juan Guaidó”, disse esta quinta-feira a ministra da Comunicação, Roxana Lizarraga.

Juan Guaidó autointitulou-se Presidente interino da Venezuela, em janeiro passado, e foi reconhecido como tal por mais de 50 países, incluindo Portugal, que consideram ilegítimo o regime do Presidente eleito, Nicolas Maduro, que continua a manter-se no poder e atribui as razões da grave crise económica do seu país às sanções impostas pelos Estados Unidos.