Brent Walter não é um engenheiro famoso e muito menos um designer de mão cheia. É apenas um homem com jeito e paixão para a mecânica, a quem não falta imaginação, daí que tenha produzido um curiosa mini-scooter, concebida com base num guarda-lamas de um VW Carocha e, por isso mesmo, denominada Volkspod.

Ao que parece, construir os seus próprios veículos é algo habitual na família Walker, pois já o seu avô tinha construído em 1958 uma scooter para o seu pai, que entretanto Brent recuperou integralmente, devolvendo-a à sua forma original.

Eventualmente porque estava com a mão na massa, o mecânico pegou num guarda-lamas de um Carocha, modificou-o ligeiramente e reforçou-o para servir de chassi à motoreta e montou as suspensões da frente e traseira, o guiador e, claro está, um motor. Que é tão mini quanto a scooter, com apenas 80 cc (e alegadamente com 6,5 cv), pois o Volkspod não é para andar a fazer corridas e muito menos cavalinhos.

View this post on Instagram

Cold day for a ride. #volkspod

A post shared by Brent Walter (@walter_werks) on

Porém, Brent tem de simplificar o processo, uma vez que para construir os primeiros protótipos, cada Volkspod teve necessidade dos quatro guarda-lamas de um Carocha, além de um farol para a frente e um farolim para a traseira. Os quatro guarda-lamas porque a mini-scooter tem a parte da frente formada (e soldada) pelas duas metades exteriores do guarda-lamas da frente, para depois a secção traseira do “pod” recorrer às metades posteriores dos guarda-lamas traseiros.

É certo que foram produzidos mais de 20 milhões de Carochas mas, dos primeiros, não há assim tantos guarda-lamas disponíveis quanto isso. Pelo que Brent deve rapidamente construir um molde e passar a produzir o chassi em fibra, o que o tornará mais barato, mais leve e sem… ferrugem. De caminho, se trocasse o pequeno motor a combustão por um eléctrico alimentado por bateria, certamente conseguiria apelar a uma clientela mais vasta e tornar o Volkspod mais interessante e politicamente correcto. Veja aqui a scooter construída na garagem pelo avô Walker em 1958: