Mikhail Galin enganou a companhia aérea quando num transbordo, em Moscovo, lhe foi dito que não poderia voar acompanhado pelo gato (Viktor) que, por ter dois quilos a mais que o permitido, teria que fazer a viagem no porão, conta o El Confidencial.

O primeiro voo terá corrido bem, sem ninguém constatar o excesso de peso no animal, mas quando teve de mudar, em Moscovo, a companhia aérea terá tentado encaminhar o animal para o porão. Mikhail não se mostrou recetivo à ideia, com medo de que o gato pudesse chegar sem vida, e tentou ludibriar a companhia aérea.

Lançou um apelo nas suas redes sociais onde chamava todos os seguidores em Moscovo com um gato parecido com Viktor (mas mais magro) para o ajudarem. A ajuda chegou mesmo e Mikhail conseguiu fazer passar pelo controlo um gato que não era o seu, para depois o trocar por Viktor.

Друзья из Москвы, у кого есть кот похожего окраса, выручайте!!!Очень надо!!!

Posted by Mikhail Galin on Tuesday, October 29, 2019

Os dois voaram então de Moscovo até Riga, Letónia, juntos no lugar do dono, mas foi quando as fotos da viagem foram publicadas nas redes sociais, e com vasto alcance, que a companhia aérea soube o que aconteceu. Mikhail foi então multado pela companhia em que viajou, por ter desrespeitado as regras. Na sua página de Facebook pessoal, o dono do gato mostra-se conhecedor das regras que infringiu, mas não tem remorsos do que fez porque, argumenta,  teve “o direito moral de não o entregar ao porão de bagagem por 8 horas, dado que muitas vezes os animais morrem”.

As fotos publicadas levantaram uma onda de indignação na internet e na própria caixa de comentários (contra o jovem ou contra a companhia aérea) mas, por outro lado, Mikhail e Viktor receberam ofertas de companhias aéreas para voarem juntos.

По многочисленным просьбам. Путешествие кота Виктора по маршруту Рига – Москва – Владивосток выявило 2 лишних кг у…

Posted by Mikhail Galin on Tuesday, November 5, 2019