De momento, a BMW tem no i3 o único representante exclusivamente eléctrico no seu portefólio. Contudo, essa realidade deverá mudar na próxima década, pois o construtor bávaro prepara uma ofensiva de modelos a bateria, destinando-se um deles a fazer frente ao Model 3, tanto mais que desde o lançamento deste Tesla a BMW tem “perdido” vendas no mercado norte-americano.

O i4 terá por missão não só resgatar esses clientes, como também posicionar a marca de Munique como um respeitável construtor no domínio dos automóveis puramente eléctricos. Os dados que a própria marca acaba de divulgar assim o sugerem, pois o futuro BMW i4 deverá anunciar uma autonomia próxima de 600 km (ciclo (WLTP) com uma carga completa e 530 cv de potência.

Oficialmente, a BMW posiciona-o como um Gran Coupé 100% eléctrico derivado da nova geração da Série 4. Em termos práticos, estaremos perante um modelo que vai ser montado sobre a plataforma modular do Série 3, que já foi projectada para que o grupo alemão conseguisse evitar ter de recorrer a diferentes arquitecturas, consoante se trate de um veículo com motor a combustão ou movido a electricidade.

Prometendo combinar as proporções características de um coupé de quatro portas com a identidade estilística de um modelo BMW i, o futuro i4 será animado por um motor eléctrico com uma potência máxima de 390 kW (530 cv), alimentado por uma nova bateria que faz parte da quinta geração da tecnologia BMW eDrive. O acumulador com 80 kWh de capacidade pesará cerca de 550 kg e admite recargas de alta potência em carregadores DC de 150 kW. Nesse caso, bastam 35 minutos para colocar na bateria 80% da energia ou, em seis minutos, garantir mais 100 km de alcance. Para se ter uma ideia da evolução, é preciso esperar 17 minutos para que o actual i3 faça exactamente o mesmo…

Em termos de prestações, o fabricante alemão promete que o i4 irá de 0 a 100 km/h em cerca de 4 segundos, podendo exceder os 200 km/h de velocidade máxima. Curiosamente, a Roadshow escreve que a velocidade máxima estará limitada electronicamente a 193 km/h – o que continuaria a ser um excelente valor.

Ainda segundo a referida publicação, os planos da BMW não irão ficar apenas por uma versão do i4. Surgirão mais variantes, inclusivamente com mais potência ou com maior autonomia, com a marca a fixar como meta para o futuro 4 eléctrico chegar a um patamar de potência equiparado ao M5 (600 cv).

O i4 vai ser produzido em Munique, Alemanha, na mesma fábrica que assegura a produção do i3. Espera-se que o eléctrico germânico seja apresentado no final próximo ano, para que a sua produção arranque no primeiro semestre de 2021. Nessa altura, o seu “grande” rival, o Tesla Model 3, já terá perto de três anos no mercado. Naturalmente, não foi dada qualquer indicação em termos de preço.