Quatro dos mais conceituados chefs de cozinha do mundo vão juntar-se no “jantar mais exclusivo do ano”, em Miami, que acontece já no próximo dia 1 de dezembro. Os “convidados de honra”? Vinho e porcelana portuguesa, claro.

A terceira edição do evento “Once Upon a Kitchen” contará com a participação de Mauro Colagreco (restaurante Mirazur, em Menton, França, primeiro classificado na lista “The World’s 50 Best Restaurants” em 2019); Massimo Bottura (Osteria Francescana, em Modena, Itália, melhor do mundo na mesma lista em 2016 e 2018); Alex Atala (D.O.M., em São Paulo, Brasil, o quarto melhor em 2012 e atualmente o “Melhor Restaurante Acqua Panna na América do Sul”), e Antonio Bachour, o melhor ‘chef’ pasteleiro do mundo para o “The Best Chef Awards 2018”. Se estes são os nomes de quem vai tratar da comida, nos copos quem vai marcar presença é o vinho da portuguesa Niepoort, tudo na companhia da porcelana da centenária Vista Alegre.

Em comunicado divulgado pela organização do jantar informa-se que esta noite extravagante vai custar, por pessoa, uma quantia entre os 2 500 e os 5 mil euros, e vai decorrer no edifício “New World Center”, em Miami Beach (EUA), um célebre projeto do conceituado arquiteto Frank Gehry.

O jantar com os três melhores chefs do mundo e uma toalha de 6200 euros

No mesmo comunicado explica-se que o vinho que irá representar Portugal é um Porto colheita de 1997 que “fará parte da criteriosa seleção de excelentes vinhos servidos durante o evento”. Mantendo a tradição do ano passado, altura em que o mesmo evento se realizou em Nova Iorque e o Observador pôde assistir a tudo in loco, todos os convidados vão receber um prato personalizado (com a assinatura de todos os chefs), de edição limitada, desenhado e feito pela Vista Alegre — mesma marca que Atala usa no seu restaurante brasileiro, a título de curiosidade.

“Estamos muito entusiasmados por contar com estas duas marcas portuguesas tão ‘premium’ na edição de 2019 da ‘Once Upon a Kitchen’ em Miami Beach”, afirmou Barnabas Carrega, co-fundador e diretor do GR8 Group, empresa que organiza o jantar e que se especializa em proporcionar experiências exclusivas como treinos de ténis com Novak Djokovic, tours privadas no Museu do Louvre ou até acesso aos bastidores de eventos como a semana da moda de Paris ou os Globos de Ouro norte-americanos.

Também à semelhança do que aconteceu em 2018 parte dos lucros reunidos serão doados a uma agência de caridade. No ano passado o beneficiário foi o grupo nova-iorquino God’s Love We Deliver e o escolhido desta vez é a fundação Food for Soul, instituição de caridade criada por Massimo Bottura que pretende promover a erradicação da fome através da união de cozinheiros de renome em cozinhas comunitárias, para que juntos preparem refeições usando apenas alimentos que, de outra forma, seriam deitados fora.

A organização conta que os bilhetes estão quase esgotados, existem apenas alguns disponíveis nas categorias ‘Gold’ (2.500 euros), ‘Platinum’ (3.500 euros) e duas ‘Chef’s Table’ (5.000 euros) — quanto mais caras, mais próximas estão do palco onde os chefs vão estar a trabalhar.