Os Estados Unidos anunciaram esta segunda-feira que vão retirar no próximo mês a isenção de sanções à central nuclear de Fordow, que tem permitido que empresas estrangeiras trabalhem com o programa nuclear civil do Irão.

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, anunciou a decisão numa conferência de imprensa, com a justificação de que “não há nenhum motivo legítimo para o Irão retomar o enriquecimento de urânio” em Fordow, que está localizado perto de uma cidade, mas foi construído no subsolo para proteção contra qualquer ataque militar.

Segundo Mike Pompeo, a isenção das sanções será terminada a 15 de dezembro.

Em novembro do ano passado, o governo dos EUA isentou centrais nucleares iranianas de sanções para que pudessem continuar a operar, mas alertou que estariam sob “o mais rigoroso escrutínio” para evitar o desenvolvimento de uma bomba nuclear.