Um concerto da cantora brasileira Adriana Calcanhotto marca esta quarta-feira em Beja o “pontapé de saída” do 1.º Festival Internacional de Artes no Feminino, que vai decorrer até dia 30 deste mês em seis localidades do Alentejo.

No concerto, a partir das 21h30, no Teatro Municipal Pax Julia, Adriana Calcanhotto vai apresentar o seu novo álbum Margem, que lançou em junho deste ano e com o qual fecha uma trilogia dedicada ao mar e iniciada em 1998.

O também designado Festival das Marias é uma coprodução das companhias Alentejana de Dança Contemporânea (CADAC) e de Teatro Lendias d’Encantar e vai decorrer nas cidades de Beja e Santiago do Cacém e nas vilas de Campo Maior, Cuba, Grândola e Mértola.

Segundo o diretor artístico do festival, António Revez, trata-se de um “evento pluridisciplinar” para mostrar uma “perspetiva da arte no feminino”, ou seja, criações de mulheres em várias áreas artísticas.

O festival vai incluir duas programações na cidade de Beja, uma principal com criações de artistas de Portugal, Brasil, Chile, Uruguai e Espanha e uma paralela com “momentos alternativos de empoderamento feminino”. Haverá ainda uma programação para as extensões nas restantes localidades composta por alguns dos espetáculos previstos para Beja.

Além do concerto de Adriana Calcanhotto, a programação principal em Beja vai incluir, a partir das 21h30, no Teatro Municipal Pax Julia, espetáculos de dança “Nome”, das portuguesas Carolina Campos & Márcia Lança, na quinta-feira, de teatro “Música de Fiambrería”, dos uruguaios Lucia Trentini e Diego Arbelo, no dia 26, e “Lacura”, da espanhola Companhia Impulso, dia 27, e de música da fadista Daniela Helena, no dia 28, da brasileira Marina de La Riva, no dia 29, e da portuguesa Beatriz Nunes, no dia 30.

A programação principal em Beja vai integrar ainda um concerto da chilena Francesca Ancarola, na sexta-feira, e a peça de teatro “Parir — volver al vientre”, da companhia espanhola Actos Intimos, no sábado, na Casa da Cultura, a partir das 21h30.

Já a programação paralela em Beja vai incluir atividades em vários locais e com entrada livre, como o Mercado das Marias, no fim de semana, para mulheres empreendedoras poderem mostrar e vender produtos, exposições, sessões de contos e leituras, dois círculos de mulheres e um misto, conversas, oficinas e exibições de documentários.

Da programação nas extensões, no Auditório Municipal António Chainho, em Santiago do Cacém, vai ser apresentado o espetáculo “Lacura”, no dia 28, e atuar Marina de La Riva, no dia 30, a partir das 21h30.

No Centro Cultural de Campo Maior, haverá um concerto de Beatriz Nunes, no dia 28, o espetáculo de dança “Muros”, da CADAC, no dia 29, a partir das 21h30, e uma exposição de ilustrações de Susa Monteiro, entre quarta-feira e dia 30.

No Centro Cultural de Cuba, vão ser apresentados, a partir das 21h30, os espetáculos “Parir — volver al vientre”, na sexta-feira, e “Muros”, no dia 27. Francesca Ancarola vai atuar no Cine Teatro Marques Duque, em Mértola, na sexta-feira, e o espetáculo “Muros” será apresentado no Cine Granadeiro, em Grândola, no dia 28, a partir das 21h30.