O 31.º Congresso Nacional de Hotelaria e Turismo, organizado pela Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), começa esta quarta-feira em Viana do Castelo e vai reunir 450 participantes, mais do que o inicialmente previsto.

Em 15 de outubro, em Lisboa, o presidente da AHP, Raul Martins, disse que a estimativa era de cerca de 400 congressistas, “o mesmo número dos outros anos em que o congresso acontece fora de Lisboa”, mas quarta-feira fonte oficial da AHP disse à Lusa que as inscrições estão nos “450 congressistas”.

O 31.º Congresso Nacional de Hotelaria e Turismo, que termina na sexta-feira, tem como tema “Portugal: Preparar o Amanhã”. Aquando a apresentação do congresso, em 23 de setembro, em Viana do Castelo, o presidente da associação anunciou que os cinco principais grupos hoteleiros portugueses (que representam cerca de 140 hotéis e mais de 20 mil quartos em Portugal) iriam participar no primeiro painel do congresso deste ano, que contará com mais cinco momentos.

“Em 2014, Braga foi palco deste congresso, pelo que, cinco anos depois, faz todo o sentido voltar ao Norte e realizá-lo, pela primeira vez, nesta cidade. Nestes últimos anos, muita coisa mudou, o turismo cresceu, surgiram projetos inovadores e o Norte tornou-se num dos destinos de preferência e referência do nosso país, tendo sido o destino que mais cresceu em 2018, com quatro milhões de hóspedes e quatro milhões de dormidas”, destacou o responsável da AHP na ocasião.

Organizado pela AHP, a maior associação hoteleira nacional, o congresso tem o apoio da Câmara de Viana do Castelo. Raul Martins sublinhou a importância do debate em torno das perspetivas de um setor que “tem ciclos de expansão e contração, estádios de maturação, concorrência e afirmação de modas, tendências e destinos”.

“Os anos mais recentes em Portugal foram os do ciclo de expansão. Que sinais há no horizonte? Continuaremos a crescer? Como, onde, em que mercados e em que segmentos? Que indicadores temos esta quarta-feira que nos permitem antecipar o que será o amanhã?”, questionou.

O congresso começa esta quarta-feira pelas 19h, com uma mostra de produtos regionais. Os dias de quinta e sexta-feira serão dedicados a debater temas como “Crescer a Norte”, “A Convergência Ibérica”, “O Investimento Hoteleiro em Portugal” e “A Transformação da Indústria da Aviação”.

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, vai estar presente na quinta-feira. Já na sexta-feira, a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, estará no encerramento do congresso.

Sobre o tema do segundo painel “Convergência Ibérica. As oportunidades de Portugal em Espanha — Como seduzir Espanha?”, a presidente executiva da AHP, Cristina Siza Vieira, disse, também em 15 de outubro, em Lisboa, que se quer tentar perceber se é possível captar espanhóis com mais poder de compra.

A responsável da AHP lembrou que o mercado espanhol é o segundo em termos de emissor de turistas, mas é o terceiro mercado em termos de receitas.