Fotogrado no “nosso” autódromo do Estoril, o mais desportivo dos Mini volta a elevar a fasquia da marca. Mantendo apenas tracção às rodas anteriores, extrai 306 cv do motor 2.0 sobrealimentado, potência que em conjunto com um binário de 450 Nm coloca o modelo britânico no mesmo patamar dos mais rápidos tracções à frente do mercado.

O que salta de imediato à vista no novo John Cooper Works GP é a profusão de soluções aerodinâmicas que, mais do que incrementar o apoio ou minimizar a resistência aerodinâmica, se destinam a reforçar a personalidade do desportivo. E a realidade é que é quase impossível não reparar neste Mini, substancialmente mais agressivo na frente, traseira e painéis laterais.

6 fotos

Ao motor turbo com 306 cv, o construtor britânico alia uma caixa automática com oito velocidades. Em conjunto, conseguem levar o modelo para lá da fasquia dos 100 km/h em apenas 5,2 segundos, para depois atingir 265 km/h caso quem vá ao volante continue a acelerar. E isto não o impede de anunciar um civilizado consumo médio de apenas 7,3 l/100 km.

Para incrementar a potência do motor, os técnicos da Mini aumentaram a pressão do turbo, incrementaram a quantidade de ar que entra no motor e montaram um sistema de escape mais directo. A mais potência e, sobretudo, maior pressão de turbo corresponde a geração de temperaturas mais elevadas, pelo que é sem surpresa que a marca monta sistemas mais eficientes de refrigeração do circuito de água destinada ao arrefecimento, bem como do óleo encarregue da lubrificação. Fundamental, uma vez que é mais que provável que este modelo vá ocasionalmente rodar em pista, nos track days.

14 fotos

A suspensão deste Mini GP é mais dura e são evidentes os cuidados em reforçar o chassi, para que mantenha a rigidez mesmo perante uma utilização mais intensa, seja ela em pista ou numa estrada mais sinuosa. Daí a barra que une as laterais da carroçaria, imediatamente atrás dos bancos dianteiros, os únicos presentes. Também os travões foram revistos, na dimensão dos discos e maxilas.

A Mini pretende produzir apenas 3.000 unidades do JCW GP, com as entregas a estarem previstas para arrancar em Março de 2020. O preço para Portugal está fixado em 48.900€.