O presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, destacou, esta terça-feira, no 50.º aniversário do aeroporto de Ponta Delgada, a “importância fundamental” das infraestruturas aeroportuárias para o desenvolvimento económico da região.

“Se em qualquer território as acessibilidades aéreas e as infraestruturas que as servem são de importância fundamental, no caso de um território insular, arquipelágico, como é o caso dos Açores, essa importância é ainda mais importante”, afirmou, na terça-feira à noite, o líder do executivo açoriano, que falava na comemoração do 50.º aniversário do aeroporto de Ponta Delgada.

Vasco Cordeiro salientou a ideia de parceria, que considera fundamental na gestão destas infraestruturas, e apontou para o “trajeto que tem sido feito no setor do turismo”, o qual “não teria sido possível se não houvesse o trabalho conjunto de várias entidades, entre as quais a ANA” (Aeroportos de Portugal).

O contributo do aeroporto para o crescimento da região foi também frisado pelo presidente da comissão executiva da ANA, Thierry Ligonnière, que considerou que “50 anos parece pouco tempo (…) mas o impacto destes 50 anos nos negócios, no turismo, aqui em São Miguel é absolutamente fenomenal, em particular nos últimos anos”, acrescentando que isso “faz sentir o peso” da responsabilidade da empresa, “como gestão da infraestrutura”.

O CEO da empresa destacou que “a história de gestão de aeroportos é uma história de parceria”, lembrando que conta com todos os stakeholders para enfrentar “os desafios atuais e futuros”, de entre os quais destaca as mudanças climáticas.

“As mudanças climáticas são um ponto muito importante para nós, acho que é um ponto muito importante também para os Açores. Estamos empenhados em tratar deste desafio da forma mais ambiciosa possível — temos compromissos muito importantes a nível do grupo, dos 46 aeroportos do grupo” Vinci, afiançou.

Também o diretor dos Aeroportos dos Açores, José Luís Alves, evidenciou o papel fundamental desta infraestrutura, por onde, “no final do corrente ano, terão transitado mais de dois milhões de passageiros”.

O aeroporto de São Miguel está situado na Nordela, em Ponta Delgada, desde 1969, ano em que foi concluída a obra que viria a substituir o anterior aeródromo civil de Santana, situado na freguesia de Rabo de Peixe, concelho da Ribeira Grande.

A infraestrutura inaugurada, em 1969, pelo Presidente da República Almirante Américo Tomás, viria a ser batizada como aeroporto João Paulo II, quando foi inaugurada a gare de passageiros, em 1995, em honra à passagem do papa pelo arquipélago, em 1991.

O aeroporto é gerido, desde 1998, pela ANA — Aeroportos de Portugal. Em 2013, os dez aeroportos geridos pela ANA em Portugal, no qual se inclui o aeroporto de Ponta Delgada passaram a integrar a rede internacional Vinci Airports, que explora 46 destas infraestruturas em todo o mundo.