A GNR de Ovar deteve seis pessoas por suspeita de tráfico de estupefacientes, tendo apreendido mais de sete mil doses de droga, estando parte dela dissimulada em garrafas de leite, informou esta sexta-feira aquela força militar.

Em comunicado, a GNR refere que os suspeitos, quatro homens e duas mulheres, com idades entre os 30 e 56 anos, foram detidos na quarta-feira.

“Na sequência da investigação criminal, que decorria há mais de um ano, foi possível apurar que as transações de estupefaciente se procediam, não só em território nacional, como também em Espanha, em que o produto seria proveniente do norte de África, sendo uma das formas de dissimulação a sua ocultação em garrafas de leite”, refere a mesma nota.

Os militares deram cumprimento a 13 mandados de buscas domiciliárias e em viaturas nos concelhos de Ovar, Porto, Vilamoura, Albufeira e Lagos, tendo apreendido 5.049 doses de cocaína, 1.929 doses de haxixe, 414 doses de liamba, 29 charros de liamba, 81 frascos de CBD (canabidiol) e dezenas de embalagens com bolos, aguardente, mel e Nutella (creme de chocolate) confecionados com canábis.

Foram ainda apreendidos 1.275 euros e 1.360 dirhams (moeda marroquina), quatro viaturas ligeiras, 10 telemóveis, seis balanças de precisão e diverso material de corte, confeção e embalamento do estupefaciente.

Em declarações à Lusa, fonte da GNR disse que parte do estupefaciente foi apreendido numa smartshop no Porto. A mesma fonte referiu que, durante a operação, os militares abordaram uma viatura que transportava bolotas de haxixe escondidas no interior de garrafas de leite.

Os suspeitos encontram-se detidos nas instalações da Guarda, até serem presentes, esta sexta-feira, ao Tribunal Judicial de Aveiro, para aplicação de medidas de coação.

Esta ação contou com o reforço da estrutura de investigação criminal do Comando Territorial de Faro.