Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Antes de entrar em campo, Gabigol tocou de raspão na Taça. Ao fim de pouco mais do que 90 minutos, desfazendo todas as anedotas supersticiosas dos argentinos, já a Taça andava pelas mãos de todo o plantel do Flamengo. Os confetis tinham sido atirados ao ar, os adeptos já abanavam as camisolas no ar e Jorge Jesus andava no colo dos atletas.

Estava lançada a celebração histórica do Flamengo. Era uma festa vermelha e negra que já tinha começado às portas do Estádio Monumental horas antes do confronto com River Plate. Mas, a partir dali, era uma comemoração consagrada e que já não invadia os brasileiros há 38 anos.

Veja as imagens na fotogaleria.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR