Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A banda norte-americana Faith No More vai regressar aos palcos no próximo ano. O grupo que tem como membros atuais Mike Bordin, Roddy Bottum, Billy Gould, Jon Hudson e Mike Patton anunciou atuações em três festivais europeus, o Sunstroke Festival (em Punchestown, Irlanda) a 13 de junho, o Hellfest (em Clisson, França) a 20 de junho e o Tons of Rock (na cidade de Oslo, Noruega) no dia 26 do mesmo mês.

Apesar de terem sido anunciados apenas três concertos, “mais datas deverão ser anunciadas nas próximas semanas”, refere o site musical (outrora revista) New Musical Express. Dos cinco membros atuais dos Faith No More, três — o baixista Billy Gould, o teclista e guitarrista Roddy Bottum e o baterista Mike Bordin — são fundadores. Mike Patton, que é atualmente o principal vocalista e letrista, passou a integrar a banda (formada em 1979) em 1988.

Há cinco anos que os Faith No More não atuavam na Europa e há três anos que não atuavam ao vivo. O anúncio do regresso aconteceu com uma mensagem bem-humorada: “Cinco anos, quatro colonoscopias, duas raízes dentárias e uma mão cheia de exames à próstata dizem-nos que é altura de aproveitarmos o momento e levarmos os nossos couros de volta à Europa tão cedo quanto possível”.

A primeira separação da banda aconteceu em 1998. Desde aí, houve algumas digressões de regresso, alguns concertos e um álbum de estúdio, Sol Invictus, editado em 2015. Antes desse mais recente álbum tinham sido editados seis discos de estúdio e de originais: We Care a Lot em 1985, Introduce Yourself em 1987, The Real Thing em 1989, Angel Dust em 1992, King for a Day… Fool for a Lifetime em 1995 e Album of the Year em 1997.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR