Os candidatos Domingos Simões Pereira e Umaro Sissoco Embaló vão disputar a segunda volta das eleições presidenciais da Guiné-Bissau, anunciou esta quarta-feira a Comissão Nacional de Eleições.

Domingos Simões Pereira, apoiado pelo Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) foi o candidato que obteve maior percentagem de votos, 40,13%, não conseguindo mais de metade para vencer à primeira volta. Umaro Sissoco Embaló, apoiado pelo Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15), foi o segundo mais votado e obteve 27,65% dos votos. A taxa de abstenção foi a mais elevada desde, pelo menos, 2005, situando-se nos 25,63%.

O Presidente cessante, José Mário Vaz, falhou a reeleição, sendo o quarto mais votado, com 12,41% dos votos.

Segundo o cronograma eleitoral para as eleições presidenciais da Comissão Nacional de Eleições, a segunda volta vai realizar-se em 29 de dezembro.

Mais de 760.000 guineenses foram chamados às urnas no domingo para escolher entre 12 candidatos o próximo Presidente da Guiné-Bissau.