O CDS-PP pediu esta quinta-feira explicações ao ministro da Administração Interna sobre que medidas tomou ou vai adotar, incluindo o reforço de meios à PSP no Porto, depois dos desacatos entre adeptos de futebol estrangeiros na quarta-feira.

Numa pergunta escrita ao ministro Eduardo Cabrita, entregue esta quinta-feira no parlamento, a líder parlamentar centrista questiona quais as medidas tomadas, ou a tomar, para evitar que “situações de violência urbana” como as registadas nos dois últimos dias no Porto “possam voltar a acontecer”.

A deputada, eleita pelo círculo do Porto, quer também saber se o executivo vai reforçar o número de agentes da PSP do Porto para “garantir um policiamento eficaz” e seja “devolvida a segurança urbana a todas as zonas da cidade”.

“Os desacatos registados nestes dois últimos dias no centro da cidade do Porto vêm reforçar o sentimento de insegurança dos cidadãos”, lê-se no texto da pergunta.

O CDS recorda que tem alertado para o sentimento de insegurança pública na cidade do Porto, assim como a autarquia, que “lamenta que os pedidos de reforço de meios na Área Metropolitana do Porto ‘não resultaram, até esta quinta-feira, em qualquer ação visível por parte do Ministério da Administração Interna’”.

Adeptos ingleses e belgas envolveram-se em confrontos no Porto, durante o dia e a noite de quarta-feira, provocando danos numa esplanada, segundo informações fornecidas pela PSP na madrugada desta quinta-feira, quando ainda não se tinham efetuado quaisquer detenções, nem havia registo de feridos.

Segundo a mesma fonte, os confrontos ocorreram em vários locais do Porto, como as Galerias de Paris ou a zona dos Clérigos, tendo sido danificada uma esplanada.

A PSP do Porto deteve um adepto de futebol inglês e identificou 16 outros belgas por “participação em rixa e danos” em vários locais do Porto, na quarta-feira, dos quais resultaram vários feridos, segundo um comunicado da polícia.

A propósito destes desacatos, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, pediu esta quinta-feira um reforço dos meios da PSP, instando o Ministério da Administração Interna (MAI) a abandonar “o negacionismo em que caiu”.

Esta quinta-feira, a equipa belga Standard Liège vai defrontar o Vitória de Guimarães, enquanto os ingleses do Wolverhampton vão jogar contra o Sporting de Braga, em jogos a contar para a fase de grupos da Liga Europa em futebol.