O primeiro-ministro do Iraque, Adel Abdul Mahdi, anunciou esta sexta-feira que vai apresentar a demissão ao parlamento, segundo as agências internacionais.

A demissão acontece na sequência de quase dois meses de protestos violentos contra o regime iraquiano e após 27 manifestantes terem sido mortos, nesta quinta-feira, pelas forças de segurança enquanto exigiam a resignação do governo.

Os protestos violentos começaram no início de outubro, com milhares de pessoas a tomarem as ruas contra as reformas económicas implementadas pelo executivo, que por esta altura completa um ano no governo do Iraque.

(Em atualização)