A situação é caricata mas é também, para o SOS Racismo, “gravíssima” — e foi denunciada pela organização este fim de semana. Através da sua conta oficial nas redes sociais, o grupo de luta antiracista revelou que foi alertado por “uma cidadã que pretendia contactar o SOS Racismo” para “o facto do número de telemóvel que vem indicado no motor de busca Google, como pertencendo ao SOS Racismo, estar de facto atribuído ao PNR – Partido Nacional Renovador”.

Em suma, quem pesquisasse SOS Racismo no Google encontraria a morada da organização — “que está correta” — e um número de telefone. A organização não tem contacto telefónico e aquele que surgia no motor de busca seria na verdade o contacto oficial do partido de extrema-direita português. “Fazendo uma pesquisa pelo referido número de telemóvel, quer no site sync.me quer no próprio site do PNR, verificamos que o mesmo está registado em nome deste partido e é apresentado como o seu contacto oficial”.

COMUNICADO:Número de telemóvel do PNR surge no Google como sendo o contacto telefónico do SOS RacismoFomos alertados…

Posted by SOS Racismo on Saturday, November 30, 2019

A organização já reportou a situação à Google e, às 18h08 deste domingo, quem pesquisasse “SOS Racismo” no Google já não encontrava o contacto telefónico que pertencerá afinal ao PNR.

Considerando a situação grave, a SOS Racismo afirma ainda desconhecer “há quanto tempo esta informação circula no Google e quantas pessoas já terão contactado o PNR, pretendendo contactar o SOS Racismo”. A organização antiracista escreveu ainda no texto que publicou nas redes sociais que tudo fará “para que os responsáveis” pelo erro “sejam identificados e punidos”.

Ao Expresso, a associação diz que vai avançar com uma queixa no Ministério Público para apurar quem foi o responsável por introduzir erradamente aquele número e ligá-lo ao SOS Racismo.