A marca que produz os desportivos mais fantásticos do mercado, simultaneamente rápidos e eficientes, além de caros, passou mais um ano da sua carreira na F1, a disciplina rainha do desporto automóvel, sem alcançar nenhum dos campeonatos em disputa. Em 21 Grandes Prémios (GP) realizados ao longo da época de 2019, a Mercedes ganhou em 15 ocasiões, deixando apenas três vitórias para a Ferrari e outras tantas para a Red Bull, com o título a calhar à marca alemã, que relegou a Ferrari para a 2.ª posição.

Entre os pilotos a situação não correu melhor, com Lewis Hamilton a vencer 11 corridas, seguido de Valtteri Bottas (4 vitórias) e Max Verstappen (3), atirando os pilotos da Ferrari para a 4.ª e a 5.ª posições do campeonato, com Charles Leclerc (2) à frente de Sebastian Vettel (1).

Se a competição não sorriu à Ferrari, já o mesmo não se pode dizer dos parques temáticos, uma actividade em que a marca italiana tem conhecido substancialmente mais sucesso. O mais famoso parque de diversões da casa do Cavallino Rampante, localizado em Abu Dhabi, foi distinguido como o melhor do mundo em 2019 nos World Travel Awards.

Depois de ter sido considerado o melhor parque temático de diversões do Médio Oriente quatro anos consecutivos, o Ferrari World Abu Dhabi viu ser-lhe atribuído o galardão principal. “O nosso parque está recheado de emoções e de experiências excitantes, com propostas para todas as idades, pelo que é um prazer receber este prémio”, declarou a directora do parque, Bianca Sammut. Uma das actividades a que Sammut alude é a montanha russa mais rápida do mundo, onde se experimentam sensações próximas à condução de um F1. Veja aqui como a companhia aérea Etihad Airways testa o seu pessoal nas diversões mais violentas do parque: