A PSP deteve novamente na madrugada desta quinta-feira um dos três fugitivos do Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Porto, em 2018, Hugo Saraiva, avançou a TVI24. Cinco meses depois de ter saído em liberdade, foi detido mais uma vez quando tentava assaltar um motorista da Uber que o trancou no seu carro e agarrou por um braço, levando-o até à esquadra. Após ter sido presente a juiz esta quinta-feira, o suspeito ficou em prisão preventiva.

Fonte policial disse à agência Lusa que o suspeito, Hugo Saraiva, de 20 anos, foi entregue pelo motorista cerca das 1h15 na esquadra do Infante, na zona histórica do Porto.

O motorista relatou à polícia que tinha a viatura parada no Campo Mártires da Pátria, também no Porto, esperando ser acionado para algum serviço, quando foi abordado por Hugo Saraiva e outro jovem não identificado com o pretexto de os levar a algum local. Como não tinha sido acionado através da plataforma eletrónica, o motorista da Uber recusou e, nesse momento, Hugo Saraiva entrou no carro por uma das portas traseiras e tentou furtar um telemóvel e outros bens. “Só que o condutor arrancou rápido e conseguiu levar o suspeito até à esquadra”, disse a fonte.

Quando chegou, levava o jovem agarrado pelo braço. “Como o conseguiu fazer, não sabemos. Sabemos, isso sim, que conseguiu garantir que ele não lhe fugia até chegar à esquadra”, disse a fonte.

Hugo Saraiva foi o mais jovem dos três envolvidos numa fuga do TIC em 18 de outubro do ano passado e que acabaram capturados no dia seguinte. Momentos antes daquela fuga, um juiz de instrução tinha decretado a sua prisão preventiva por alegado envolvimento em dezenas de furtos a idosos no Grande Porto.