A celebração do centenário do mais desportivo dos fabricantes de luxo, a Bentley, coincidiu com a vitória na rampa de Pikes Peak, nos EUA, onde um Continental GT de série, com motor W12 de 635 cv não só venceu como estabeleceu um novo recorde. A nova série especial, de que apenas vão ser fabricadas 15 unidades, vai surgir em duas cores e cada uma delas vai ter desenhado no tablier uma pequena parte do percurso de 20 km.

A Pikes Peak Hill Climb tem vindo a transformar-se numa prova incontornável, primeiro por ser extremamente exigente, face à inclinação e à altitude a que se disputa, mas igualmente pelo grau de dificuldade motivado pelo perigo a que está associada, com precipícios intermináveis. Para vencer, os pilotos necessitam de um carro potente, fiável e eficaz. E foi exactamente isso que permitiu ao Bentley Continental GT vencer a rampa americana e estabelecer um novo recorde, batendo o anterior em cerca de 8 segundos.

O Continental GT no momento em que vencia a rampa de Pikes Peak, no Verão de 2019, onde bateu um novo recorde, 8 segundos mais rápido do que o anterior

A categoria em que venceu obriga o Bentley a estar de acordo com as especificações de série, à excepção de alguns pormenores associados à segurança e à própria competição, sendo por isso praticamente idêntico à Limited Edition que a Bentley acaba de lançar e cujas encomendas já estão disponíveis. Diferenciáveis dos restantes Continental GT pelo acessórios em fibra de carbono, tanto no exterior como no interior, as 15 unidades do coupé da Bentley foram pintadas pela Mulliner, a divisão mais exclusiva da marca britânica, como se pode ver pelas fotos. As jantes com 22 polegadas de diâmetro, as enormes maxilas de travão, à frente e atrás, e a grelha onde desponta o número 100, alusivo ao centenário que o construtor celebra, tornam o modelo único, transformando-o num objecto de colecção, cujo preço não deverá ser inferior a 300 mil euros.