Pelo menos 43 pessoas morreram e 16 ficaram feridas este sábado num incêndio que deflagrou num edifício onde funciona um mercado no centro da capital da Índia, Nova Deli, segundo um novo balanço feito pela polícia. O anterior balanço apontava para 34 mortos. O responsável médico de um hospital estatal Kishore Singh disse que as vítimas foram levadas ao hospital por equipas de resgate.

A causa do incêndio, que começou por volta das 05h30 (00h30 em Lisboa) está a ser investigada. O chefe dos Serviços de Bombeiros, Atul Garg, disse que o incêndio foi extinto numa operação que mobilizou 25 viaturas.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, descreveu o incêndio como “extremamente horrível”.

Os meus pensamentos estão com aqueles que perderam os seus entes queridos. Desejo aos feridos uma rápida recuperação”, expressou o governante numa publicação na rede social Twitter.

Os incêndios são comuns na Índia, onde as leis de construção e as normas de segurança são frequentemente desrespeitadas pelos construtores e moradores.

Em 1997, um incêndio num cinema em Nova Deli matou 59 pessoas. Em fevereiro deste ano, 17 pessoas morreram devido a um incêndio num hotel de seis andares, também na capital indiana, que começou numa cozinha não autorizada na cobertura do edifício.