Foi uma caminhada de sonho mas terminou na Vila Belmiro com contornos de pesadelo: na última jornada do Campeonato e alinhando com a equipa base que foi opção ao longo da época, o Flamengo de Jesus terminou a prova goleado pelo Santos de Jorge Sampaoli (4-0), quebrando uma longa série de encontros sem perder que constituíram um dos muitos recordes batidos pelo conjunto do Rio de Janeiro e que valeram o título uma década depois. Curiosidade? O desaire do antigo treinador de Benfica e Sporting aconteceu contra o técnico argentino que tem vindo a ser apontado ao comando do Mengão caso Jesus regresse mesmo ao futebol europeu.

Com uma equipa praticamente igual à que começou a final da Taça dos Libertadores à exceção da troca do lateral direito Rafinha por Rodinei, o Flamengo conseguiu dois remates em posição promissora nos cinco minutos iniciais por Everton Ribeiro e Gabriel Barbosa, ambos defendidos por Everson na sequência de bolas ganhas em zonas mais altas de pressão. No entanto, o Santos reagiu bem e, ainda dentro do primeiro quarto de hora, inaugurou o marcador por Marinho, a concluir uma boa jogada de envolvimento som Sanchez e Soteldo. Pouco depois, aproveitando a subida de Filipe Luís, Sanchez teve espaço para rematar cruzado para o 2-0 (22′).

No segundo tempo, com Bruno Henrique a sair com uma problema na coxa para a entrada de Vitinho (uma das maiores “vítimas” de Jorge Jesus nos últimos minutos), o Santos chegou à goleada com golos de Eduardo Sasha (63′) e Sanchez (85′) num jogo onde os adeptos chegaram a brindar o Flamengo com “olés” e que assegurou o segundo lugar à equipa comandada por Sampaoli, um dos maiores ídolos da formação de Vila Belmiro.

Assim, e a cerca de semana e meia do início da participação no Mundial de Clubes, onde irá defrontar o vencedor do jogo entre o Al-Hilal e o Espérance Tunis no dia 17 (a outra meia-final, no dia seguinte, terá o Liverpool), o Flamengo voltou a perder 28 jogos depois e caiu com estrondo, havendo a curiosidade de ter ficado empatado com o São Paulo (2006) e o Palmeiras (2018) como a equipa com menos derrotas num só Campeonato (quatro), após ter batido muitos outros recordes desde que a prova é disputado a 20 clubes com duas voltas como o maior número de pontos, a maior série de jogos sem perder, o melhor ataque ou a maior diferença de golos.

Curiosamente, e desde o fim de semana em que o Flamengo ganhou a Taça dos Libertadores e o Campeonato, Jorge Sampaoli tem sido o nome mais vezes apontado ao comando técnico do conjunto do Rio de Janeiro caso Jesus receba e aceite um convite por parte de uma equipa europeia que lhe permita lutar pela sua grande ambição, a Liga dos Campeões. Caso não surja, o português permanecerá pelo menos mais um ano no Brasil.

“Este resultado não vai abalar nada o Mundial de Clubes, zero. Neste jogo a maior parte dos jogadores já estavam a pensar na meia-final. Não podemos deixar de dar mérito ao Santos, uma equipa que jogou e é competitiva, mas o Flamengo depois de ganhar tudo…”, comentou Jorge Jesus na conferência após o jogo.