Oito estruturas portuguesas, entre as quais a Pedra Angular e a Procur.arte, vão receber apoio financeiro da Direção-Geral das Artes (DGArtes) como complemento para executar projetos que obtiveram financiamento no Programa Europa Criativa.

De acordo com a lista final de resultados, serão distribuídos 84.741,6 euros por dez projetos selecionados de oito entidades, nas áreas das Artes Plásticas, Fotografia, Teatro, Circo Contemporâneo e Artes de Rua e Cruzamentos Disciplinares.

Duas das entidades a serem apoiadas são líderes em projetos de âmbito europeu, aprovados pelo Programa Europa Criativa: a associação cultural alentejana Pedra Angular, que organizará o Sonotomia, e a associação Procur.arte, que gere a plataforma de fotografia Parallel.

A Pedra Angular, conhecida pela organização do festival Terras Sem Sombra, receberá 4.855 euros da DGArtes para executar o “Sound Anatomy of Unique Places – Sonotomia”, um projeto de Portugal, Espanha e Hungria focado “no uso das tecnologias digitais para estudar e desenvolver as relações entre a música e as paisagens sonoras”, como escreveu o jornal regional Sul Informação em julho passado.

A associação lisboeta Procur.arte receberá 37.640 euros de apoio da DGArtes para dar continuidade à plataforma europeia Parallel, dedicada à fotografia contemporânea e que conta com parceiros culturais de 16 países. As restantes entidades a receberem apoio complementar da DGArtes não são líderes, mas parceiras em projetos europeus, de pequena e grande escala, que obtiveram financiamento no Europa Criativa.

Na área do Teatro, por exemplo, o grupo O Bando receberá 17.500 euros para participar, como parceiro, em duas iniciativas europeias: O projeto colaborativo sobre novas tecnologias “Play On!” e o projeto para públicos jovens “ConnectUp”.

A Artemrede também recebe duplo financiamento, num total de 13.324 euros, para integrar os projetos de Cruzamento Disciplinar “Reshape” e “Be Spectactive!”. O Teatro Didascália, o LAC – Laboratório de Atividades Criativas, o FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica e o Mapa das Ideias são as quatro outras estruturas culturais contempladas pela DGArtes.

“Este apoio complementar permite assegurar parte do autofinanciamento exigido e aprovado nas linhas de financiamento aprovadas pelo Programa Europa Criativa”, refere a DGArtes na página oficial.