A GNR deteve sete pessoas, cinco homens e duas mulheres, por suspeitas de tráfico de droga em três concelhos do Alto Minho e apreendeu 2.314 doses de estupefacientes e mais de 10 mil euros, informou esta quarta-feira aquela força policial.

Em comunicado, o Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo adiantou que, além dos sete detidos, com idades entre os 24 e os 58 anos, foram ainda identificados mais oito homens.

A operação, que conduziu ao desmantelamento daquela rede que operava nos concelhos de Caminha, Vila Nova de Cerveira e Viana do Castelo, decorreu na terça-feira e contou com “o reforço dos Comandos Territoriais do Porto e de Braga, da Unidade de Intervenção e da Polícia de Segurança Pública (PSP)”.

Segundo a GNR de Viana do Castelo, aquela operação resultou de “um processo por tráfico de estupefacientes, cuja investigação decorre há um ano, tendo sido detidos cinco homens e duas mulheres, que se dedicavam ao tráfico de produtos estupefacientes, nos concelhos indicados”.

Os militares da GNR deram cumprimento a 20 mandados de busca domiciliaria e oito buscas em veículos. No decurso daquelas ações apreenderam 1.028 doses de cocaína, 1.054 de haxixe, 224 de canábis e oito de MDMA, bem como 10.675 euros e diverso material relacionado com o tráfico droga.

“Cinco dos detidos permanecem nas instalações da GNR para serem presentes hoje ao Tribunal Judicial de Viana do Castelo. Os outros dois detidos, juntamente com os oito identificados, foram constituídos arguidos”, especifica a GNR na nota hoje enviada à imprensa.