A petrolífera saudita Aramco, a maior do mundo, estreou-se esta quarta-feira no mercado de valores registando uma subida de 10% sobre o valor de abertura na Bolsa de Riade, elevando o valor das ações para os 8,47 euros.

Com esta subida do preço dos títulos, o valor da Aramco na Bolsa de Riade (Tadawul) fica a situar-se nos 1,66 biliões de euros, a mais cara empresa do mundo.

A refinaria Aramco, na Arábia Saudita, foi este ano alvo de um ataque reivindicado pelos separatistas hutus do Iémen apesar de o governo de Riade responsabilizar o regime do Irão.