Abdelmadjid Tebboune, antigo ministro e chefe de governo, foi eleito para suceder o presidente Abdelaziz Bouteflika, à primeira volta, anunciou esta sexta-feira a Autoridade Nacional Independente das Eleições (ANIE).

O político de 74 anos foi eleito com 58,15% dos votos. O facto de Tebboune ser já uma figura política estabelecida no país, reduz a possibilidade da aplicação das tão desejadas mudanças manifestadas nos protestos do movimento da Primavera Árabe, avança a AP News.

As eleições foram boicotadas por milhares de manifestantes que as consideraram uma “farsa”, aponta o jornal Aljazeera, e tiveram a taxa de afluência mais baixa (dos escrutínios pluralistas) na história do país. Tebboune foi primeiro-ministro da Argélia de maio a agosto de 2017, durante o mandato presidencial de Abdelaziz Bouteflika, que foi deposto em abril na sequência de protestos de um movimento pro-democracia.