O mau tempo provocou inundações urbanas, movimento de massas e situações de limpeza de via desde a noite de domingo. A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) recebeu entre as 14h de domingo e as 8h desta segunda-feira 152 ocorrências de norte a sul do país devido à chuva forte, sendo o distrito de Porto o mais afetado, confirmou a Rádio Observador junto do comandante Miguel Oliveira.

“Desde o início do alerta, no dia 15 às 14h, até às 8h desta manhã, registámos 152 ocorrências associadas ao mau tempo, sendo o distrito mais afetado o Porto”, disse Miguel Oliveira.

Como recomendações, o comandante adverte para a adoção de “uma circulação defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possibilidade da formação de lençóis de água, a desobstrução dos sistemas de escoamento de águas pluviais (…) e a adequada fixação de estruturas soltas (andaimes, placards e outras estruturas suspensas)” e deixa ainda o alerta para que não se atravessem zonas inundadas, “de modo a precaver o arrastamento de pessoas e veículos”.

Para esta segunda-feira, todo o país está sob aviso amarelo e laranja devido às chuvas fortes e à agitação marítima. As condições adversas devem manter-se até quinta-feira.