A Proteção Civil dos Açores alertou esta segunda-feira para o agravamento do estado do tempo no arquipélago, com previsão de vento e agitação marítima a partir de terça-feira.

Numa nota enviada às redações, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) informa que, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), “uma depressão a noroeste com deslocamento para leste/sueste vai passar a norte do arquipélago, provocando um agravamento do estado do tempo”.

Para o grupo Ocidental (Flores e Corvo) o IPMA emitiu aviso amarelo por causa do vento entre as 12h locais (mais uma hora em Lisboa) de terça-feira e as 0h de quarta-feira. Na quarta-feira aquelas duas ilhas passam a estar aviso laranja no período entre as 0h e as 18h, devido às previsões de vento.

Devido às previsões de ondas de oeste/noroeste de seis a sete metros, as ilhas das Flores e Corvo vão estar também sob aviso amarelo entre as 18h de terça-feira e as 0h de quarta-feira. As previsões apontam ainda para ondas de oeste/noroeste de sete a oito metros para o grupo Ocidental, pelo que foi também emitido aviso laranja de agitação marítima das 0h de quarta-feira às 6h de quinta-feira.

Para as ilhas do grupo Central (Terceira, São Jorge, Pico, Graciosa e Faial), o IPMA emitiu aviso amarelo referente a vento entre as 15h e as 21h de terça-feira, passando a laranja até às 18h de quarta-feira.

As cinco ilhas do grupo Central vão estar igualmente sob aviso amarelo devido às previsões de agitação marítima das 0h às 6h de quarta-feira, período em que as ondas de oeste/noroeste poderão atingir entre os seis a sete metros. No período entre as 6h de quarta-feira e as 0h de quinta-feira, o aviso de agitação marítima para o grupo Central passa a laranja, já que as ondas de oeste/noroeste poderão atingir entre os sete a oito metros.

Para o grupo Oriental (São Miguel e Santa Maria) vigora um aviso amarelo por causa do vento entre as 0h de quarta-feira e as 6h de quinta-feira, prevendo-se ainda agitação marítima, com ondas oeste de seis a sete metros.

Entretanto, num comunicado enviado às redações às 10h27 locais, o IPMA adianta que as rajadas de vento poderão “superar os 100 quilómetros por hora nos grupos Ocidental e Central”.

O comunicado sobre a informação meteorológica acrescenta que a influência da depressão Elsa, nome atribuído pelo instituto, “irá verificar-se especialmente nas zonas marítimas” de responsabilidade nacional e também nos Açores.

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores recomenda que sejam tomadas medidas de autoproteção. Devido ao mau tempo que se fez sentir esta madrugada, a Proteção Civil dos Açores adiantou à agência Lusa terem sido registadas na ilha de São Miguel duas quedas de árvore e de um cabo eletricidade, situações já resolvidas.