O Banco de Portugal (BdP) manteve esta terça-feira a previsão de crescimento de 2% do PIB para este ano, melhorando em uma décima, para 1,7%, a previsão para 2020, de acordo com o Boletim Económico de dezembro.

“Em relação a 2020, a projeção para o crescimento do PIB foi revista ligeiramente em alta face ao Boletim de junho, o que decorre de um maior crescimento do consumo privado e público”, indica o Boletim Económico de dezembro.

No anterior Boletim Económico de outubro, com previsões para o ano corrente, o Banco de Portugal já antecipava uma expansão do PIB de 2% este ano e, no Boletim Económico de junho previa um crescimento de 1,6% do PIB em 2020, a sua anterior estimativa para o próximo ano, agora revista em alta, em uma décima, para 1,7%.

Apesar da melhoria, a estimativa do BdP para 2020 está abaixo da do Governo, que antecipa uma expansão do PIB de 1,9%, segundo a proposta de Orçamento do Estado para 2020, entregue na segunda-feira na Assembleia da República, uma décima abaixo do previsto anteriormente pelo executivo.

A previsão do Governo para a evolução da economia no próximo ano é também mais otimista do que a da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (1,8%), Comissão Europeia e Conselho das Finanças Públicas (1,7%) e do Fundo Monetário Internacional (1,6%). As previsões do Banco de Portugal não têm em consideração as medidas incluídas na proposta de OE 2020.