Quem não gosta de receber prendas, especialmente junto ao Natal e sobretudo quando em alguns casos superam os 100.000€? Foi exactamente o que aconteceu no Real Madrid que, mantendo a tradição, ofereceu 28 modelos à escolha aos seus outros tantos jogadores da equipa principal de futebol.

Na realidade, esta distribuição de automóveis de luxo não é bem uma oferta da equipa espanhola, onde até há bem pouco tempo militou Cristiano Ronaldo, mas sim de um dos seus patrocinadores, no caso a Audi. A marca alemã, que para não ferir susceptibilidades tem o mesmo acordo com os catalães do Barcelona, além de “oferecer” ao clube uma quantia certamente muito interessante, faz questão de incluir no patrocínio a oferta a cada um dos jogadores um modelo da sua gama à sua escolha. Os jogadores pelo seu lado, apesar dos milhões que recebem do Real, entre salários e prémios de jogo, divertem-se a escolher o modelo que eventualmente falta nas suas (muito) recheadas garagens.

Este acordo entre a Audi e o Real surgiu pela primeira vez em 2003 e desde então tem-se repetido anualmente, ao longo dos últimos 16 anos. O construtor germânico tem uma gama extensa, pelo que quase seria possível cada jogador escolher um modelo diferente, mas a realidade é que entre os 28 profissionais, todas as escolhas recaíram em apenas 6 modelos distintos. Sendo que, em matéria de combustível, 24 dos 28 Audi atribuídos montam mecânicas turbodiesel, 3 são a gasolina e apenas um é eléctrico, alimentado por baterias.

O modelo mais popular entre os jogadores do Real Madrid foi o enorme Q7, equipado com a mecânica 50 TDI quattro tiptronic, ou seja, o motor 3.0 V6 turbodiesel com 286 cv, que lhe permite atingir 241 km/h e os 100 km/h em 6,3 segundos. Foram 11 os atletas que optaram pelo SUV de sete lugares, caso de Luka Modric e Gareth Bale. O segundo no ranking da popularidade foi o Q8, sempre na versão 50 TDI, tido como o ideal para 7 jogadores, de Dani Carvalhal a Toni Kroos, passando por James Rodriguez.

Quatro elementos da equipa optaram pelo Audi A7 Sportback 50 TDI quattro tiptronic, como Marcelo Vieira, para depois um dos modelos mais pequenos da marca, o Audi RS 3 TFSI (com 400 cv, capaz de atingir 250 km/h e ir de 0-100 km/h em 4,1 segundos) ser a escolha de três indivíduos fundamentais ao Real, do treinador Zinedine Zidane aos jogadores Karim Benzema e Thibaut Courtois, este último o guarda-redes principal. Sérgio Ramos, outra das referências do clube madrileno, manteve o seu habitual A8, agora na mais recente versão.

Sem revelar grandes paixões por motores a gasolina ou diesel apenas esteve Raphael Varane, que escolheu para si um Audi e-tron 55 quattro, o único a optar por um modelo alimentado por bateria. Só não sabemos se já existem postos de carga eléctricos no estágio Santiago Barnabéu.