As urgência pediátricas do Hospital Garcia de Orta, em Almada, deverão reabrir no período noturno a partir do início do ano, afirmou esta quarta-feira à Rádio Observador a presidente da Câmara Municipal de Almada, Inês de Medeiros.

A autarca falava após uma reunião com a ministra da Saúde, Marta Temido, e outros responsáveis do setor para discutir o problema das urgências pediátricas daquele hospital, que desde novembro deixou de abrir durante o período noturno por falta de especialistas.

Inês de Medeiros revelou que o Ministério de Saúde assegurou que “está tudo a ser feito” para que as urgências possam reabrir em breve.

“Há duas pediatras que já foram contratadas. Uma já está a trabalhar, outra entra no início de janeiro”, afirmou a autarca. Ao mesmo tempo, “esta sexta-feira será publicado o anúncio de um novo concurso público com cinco vagas para o Garcia de Orta“.

Isto porque “estas duas pediatras não chegam e a reabertura [do serviço] está dependente do preenchimento das vagas e do resultado do concurso”.

Apesar de não se comprometer com prazos concretos, Inês de Medeiros mostrou-se confiante na reabertura em janeiro. Isto porque as candidaturas ao concurso, que será publicado nesta sexta-feira, vão decorrer durante dez dias úteis. Depois, “há um processo de contratação, e esse tempo não sei dizer”.

A autarca elogiou também a “atitude proativa” da administração do hospital, que tem “dado a conhecer os serviços” para “aliciar” os profissionais a optarem por aquela unidade.

Até novembro, o serviço de urgências pediátricas do Garcia de Orta estava encerrado aos fins de semana por falta de especialistas. A 14 de novembro, a ministra da Saúde anunciou um novo horário do serviço para permitir outra gestão das equipas: o serviço passaria a funcionar aos dias de semana entre as 8h00 e as 20h00, e aos fins de semana entre as 10h00 e às 22h00.