A Polícia Judiciária Militar desmantelou na terça-feira uma rede de desvio de combustível destinada a aeronaves da Força Aérea da Base Aérea n.º5, em Monte Real, Leiria, no âmbito da Operação “JETA I”, foi esta quinta-feira anunciado.

Em comunicado, a Polícia Judiciária Militar (PJM) adianta que o desmantelamento da rede foi realizado através da Unidade Investigação Criminal, no âmbito de um inquérito a decorrer no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) em Lisboa.

“Foram realizadas oito buscas, domiciliárias e não domiciliárias, tendo durante as primeiras sido apreendidos 47.000 euros em numerário, bem como diversos objetos, nomeadamente armas, munições, computadores, telemóveis, combustível e material relacionado com o transporte e trasfega deste produto”, é referido na nota.

No âmbito da operação, cinco pessoas com idades entre os 40 e os 56 anos, sem vínculo às Forças Armadas, foram constituídas arguidas pelos crimes de furto qualificado, recetação e detenção e posse de armas proibidas.

Esta rede criminosa encontrava-se a operar desde, pelo menos, meados de 2017, tendo sido responsável pelo furto de 142 mil litros de combustível, o que corresponde a um prejuízo para o Estado no montante aproximado de 92.300,00 euros.